Uma escapadela de 3 dias em Viena

O que lhe vem à cabeça quando pensa em Viena? Valsa, Palácios, Ópera? Pois, é praticamente impossível não associarmos de imediato à capital da Áustria uma atmosfera clássica e erudita. Mas se este património histórico e cultural é, sem dúvida, um dos encantos de Viena, esta é hoje uma cidade moderna e cosmopolita. Vamos descobri-la?

Viena, com uma localização privilegiada no centro da Europa, conta com 1 milhão e 600 mil habitantes, que todos os dias partilham a sua cidade com milhares de turistas.

Sempre nos lugares cimeiros dos rankings das cidades europeias, seja em termos de qualidade de vida, seja no que toca à criatividade e à inovação, este reconhecimento e prestígio reflete-se incontornavelmente no seu custo de vida: Viena não é uma cidade barata. Mas depois de ler o roteiro que preparamos para si, verá que o investimento compensa, pois no fim da viagem estará de alma e coração cheios.

A cidade:

Viena é conhecida internacionalmente como a cidade da música e compositores como Strauß, Mozart, Beethoven e Haydn nela deixaram a sua marca. A Orquestra Filarmônica de Viena é uma das melhores do planeta, a Ópera do Estado (Staatsoper) pertence a uma das mais importantes do mundo e o coro das Crianças Cantoras de Viena, os “Wiener Sängerknaben”, impressiona todos os amantes da música. Por tudo isso, Viena também se definiu como metrópole musical.

Viena possui museus e coleções internacionais, como o Museu de Belas Artes (Kunsthistorisches Museum), que possui a maior coleção do mundo de quadros de Bruegel. No Bairro dos Museus (MuseumsQuartier), estão localizados o Museu Leopold, que abriga uma grande coleção de obras de Schiele, entre outras obras-primas modernas, o Museu de Arte Moderna (Museum Moderner Kunst), o Centro de Arquitetura de Viena (Architekturzentrum) e a Kunsthalle, considerados alguns dos lugares culturais mais importantes. A Albertina abriga a maior coleção gráfica do mundo (60.000 desenhos e um milhão de obras gráficas) e o Museu Liechtenstein possui uma coleção de jóias barrocas.

A convivência entre o tradicional nos seus cafés e nos Heuriger, e o mais moderno nos restaurantes, lojas e famosos eventos internacionais, como o “Life Ball”, envolverão o visitante em um sentimento único que gira em torno de um ambiente contemplativo e ativo. Além disso, Viena também possui outras peculiaridades: é uma grande cidade com inúmeras zonas verdes e possui espaços para descansar e se distrair em sua periferia, como o bosque Wienerwald, o Praterauen ou a Ilha do Danúbio (Donauinsel).

Como encontrar os Voos mais Baratos com hotel:

Oferecemos uma escapadinha de 3 dias a Viena com Voo + Hotel a partir de 214€

Através do site logitravel, consegue não só fazer uma pesquisa por voos, ida e volta, a melhor altura para viajar, como também, encontrar as melhores opções que incluem voo + hotel, onde as taxas já estão incluídas.

Há um leque variado de alojamento, para todos os gostos e carteiras.

Os aeroportos a saber:

O Aeroporto Internacional de Viena, também conhecido como Aeroporto de Schwechat e inaugurado em 1938, é um dos mais importantes da Europa e um dos que mais tem crescido em termos de tráfego, pois está continuamente em expansão.

O aeroporto existe desde 1938 e por estar numa região central da Europa, é um hub importante e seus quatro terminais operam voos dentro do continente e para países da Ásia, África, Oriente Médio, além de Estados Unidos e Canadá.

Os transportes disponíveis para se locomover do aeroporto até o centro de Viena são: autocarro, comboio, táxi e aluguer de carros.

Para uma visita de 3 dias a Viena pode ver:

STEPHANSDOM – Comece com uma visita à Stephansdom, ou simplesmente “Steffl”, como é carinhosamente apelidada pelos locais. Falamos da Catedral de Santo Estêvão, a maior e mais famosa igreja de Viena, situada no epicentro da cidade. Os seus telhados revestidos a azulejos coloridos e as suas torres proeminentes são referências incontornáveis da paisagem vienense. No interior da catedral, que aconselhamos a aceder via Porta do Gigante, não faltam motivos de interesse e de espanto, desde logo os vitrais, o sino gigante, os arcos e as colunas e o altar barroco. As torres são visitáveis e lá de cima poderá obter uma panorâmica incrível da cidade.

HOFBURG – Ocupando uma área considerável do centro da cidade, Hofburg foi o principal palácio dos Habsburgo e é um dos locais privilegiados para contactar com todo o imaginário à volta da família imperial, em especial da Princesa Sissi. De facto, aqui podem ser visitados vários aposentos, desde logo o quarto da popular imperatriz, adorada pelo povo austríaco e não só: a beleza, a elegância e a dignidade demonstrada nos assuntos políticos por Sissi, mulher de Francisco José I, tornaram-na admirada em todo o mundo.

SCHLOSS SCHÖNBRUNN – estamos desde logo a pensar na enorme extensão do Palácio Schönbrunn e dos seus jardins barrocos, conjunto monumental que desde 1996 faz parte da lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO. Não é à toa que este é o monumento mais visitado da Áustria. Antiga residência de verão dos Habsburgo, está situado a cerca de 5 km do centro da cidade e deixa-nos extasiados mal nos aproximamos dos seus portões e avistamos o imponente edifício amarelo. Visitar o palácio é obrigatório, devido à riqueza das suas divisões: a Grande Galeria, a Sala dos Espelhos, o quarto de Napoleão, quando este ocupou Viena, e a Sala das Porcelanas, entre muitos outros espaços luxuosos e cheios de história.

Almoço – FIGLMUELLER. Baeckerstrasse, 6. Um dos restaurantes mais antigos e mais conhecidos da cidade. Uma excelente opção para comer o tradicional Schnitzel: um panado de porco de tamanho gigante.

BELVEDERE – Do outro lado da cidade, mas não muito longe do centro e facilmente acessível por autocarro, elétrico ou metro, dependendo por que lado quer efetuar a visita, encontra-se o Palácio Belvedere. Já deu para perceber que este é também um monumento de grandes dimensões. Na verdade, Belvedere não é um palácio, mas vários palácios e edifícios, inseridos num importante complexo, que inclui ainda bonitos jardins e uma surpreendente Orangerie – estufa de laranjeiras muito apreciada pelos aristocratas na época do Renascimento. Se não estiver interessado numa visita exaustiva, detenha-se nos jardins que unem o Lower Belvedere ao Upper Belvedere e, neste edifício, não deixe de apreciar o célebre quadro O Beijo de Gustav Klimt.

RIESENRAD – Neste parque de diversões está a mais antiga Roda Gigante do mundo. Se estiver inspirado, este é o local perfeito para pedir a sua cara-metade em casamento ou para celebrar alguma data especial, afinal, foi aqui que Jesse e Celine – isto é, Ethan Hawke e Julie Delpy – deram o primeiro beijo no filme Antes do Amanhecer. Se quiser levar o romantismo a outro nível, saiba que a parque disponibiliza cabines privadas especiais na Roda, onde até pode jantar.

HUNDERTWASSERHAUS – Um conjunto de prédios habitacionais desconcertantes, pelo estilo colorido e irregular das suas fachadas. Este original conjunto arquitetónico é da autoria do artista Friedensreich Hundertwasser. A Hundertwasserhaus só pode ser admirada por fora, pois os apartamentos são de particulares, que têm o curioso direito de decorar as suas janelas como bem entenderem. No entanto, em frente, poderá entrar na Hundertwasser Village, uma vila em ponto pequeno criada pelo mesmo autor e no mesmo estilo, com lojas e cafés.

Jantar – ZUM SCHWARZEN KAMEEL. Bognergasse, 5. Um tradicional e requintado Café vienense de finais do século XIX, onde é possível fazer uma refeição, localizado junto a algumas das mais prestigiadas lojas da cidade.

Partilhar :)

Uma escapadela de 3 dias em Viena