Uma escapadela de 3 dias em Nápoles

Ao visitar Nápoles, vai ficar espantado com tudo o que esta cidade italiana tem para oferecer. Museus, castelos, palácios, uma longa extensão de costa e uma gastronomia de comer e chorar por mais fazem de Nápoles um autêntico tesouro para os viajantes.

Com as sugestões que lhe deixamos neste roteiro de 3 dias em Nápoles, vai poder partir à aventura na maior cidade do sul de Itália e terceira com mais população, a seguir a Milão e Roma. A cidade está voltada para a extensa e magnífica baía de Nápoles, ocupando terrenos elevados e concavidades formadas por antigas crateras vulcânicas.

Dada a sua localização próxima da Grécia, no oceano mediterrâneo, há uma larga influência grega por toda a cidade. Graças à forte influência da poderosa cidade grega de Siracusa, Nápoles cresceu de forma rápida. Mesmo depois de ter sido tomada pelos Romanos, Nápoles manteve a língua e os costumes gregos.

A cidade:

Nápoles é a capital da região da Campânia, conhecida por ser rica em História, artes, cultura, arquitectura, música e gastronomia. Há mais de 2800 anos que desempenha um importante papel na península italiana. Situada na costa oeste de Itália, está no meio de duas importantes áreas vulcânicas: o monte Vesúvio e Campi Flegrei, o supervulcão adormecido no golfo de Pozzuoli.

À beira de uma bela baía, tem o Vesúvio ao lado e as bonitas ilhas de Capri, Ischia e Procida à frente. Pompeia e Herculano, ensombradas pelo vulcão que as destruiu, apresentam das mais belas ruínas romanas de toda a Itália. Durante inúmeros séculos, Nápoles dominou todo o território do sul de Itália. A História da região da Campânia está associada aos Etruscos e Gregos, civilizações testemunhadas pelas gigantescas ruínas de Paestum.

Nápoles é caótica! Nesta região reina a pobreza, o crime organizado e o desemprego. Porém, a mesma também apresenta o reverso da medalha: paisagens magníficas, uma gastronomia de se lhe tirar o chapéu e História e cultura a rodos!

Como encontrar os Voos mais Baratos com hotel:

Oferecemos uma escapadinha de 3 dias a Viena com Voo + Hotel a partir de 210€

Através do site logitravel, consegue não só fazer uma pesquisa por voos, ida e volta, a melhor altura para viajar, como também, encontrar as melhores opções que incluem voo + hotel, onde as taxas já estão incluídas.

Há um leque variado de alojamento, para todos os gostos e carteiras.

Os aeroportos a saber:

Nápoles tem só um aeroporto, o Capodichino, que fica a menos de sete quilômetros do centro da cidade.

O Aeroporto Internacional Ugo Niutta de Nápoles-Capodichino, inaugurado em 1910, é um dos mais importantes do sul da Itália e um dos mais movimentados do país. O mesmo opera voos domésticos, bem como para vários destinos internacionais na Europa, Oriente Médio, norte da África e Estados Unidos.

Para ir do aeroporto ao centro, são três as opções: táxi, autocarro e aluguer de carro.

Para uma visita de 3 dias a Nápoles pode ver:

Museu Aqueológico de Nápoles – destaque para os tesouros das escavações de Pompeia e Herculano, como mosaicos, frescos e esculturas, que mostram como era a vida no século I. Não deixe de apreciar também a coleção de esculturas de mármore, em grande parte cópias romanas de originais clássicos.

Teatro di San Carlo, onde estará perante o segundo mais belo teatro de Itália, depois do famoso Scala em Milão. Aquando da sua inauguração, em 1737, este era o maior e mais imponente teatro do mundo.

Castel Nuovo. O Castel Nuovo começou a ser construído em 1279 e desde o início que lhe chamavam Castel Nuovo (Castelo Novo) para o distinguir do Castel dell’Ovo e Capuano. A sua posição estratégica permitia-lhe não só ser a residência real, mas também um forte. Hoje em dia o Castel Nuovo é palco de muitos eventos e também é onde se localiza o museu municipal.

Almoço – Al Canterbury
Via Ascenzione a Chiaia, 6
Boa comida e ambiente agradável;destaca-se salmão marinado, beringelas parmigiana e queijo mascarpone polvilhado com chocolate em pó.

CAPPELLA SANSEVERO – Construída em 1590, a Capella Sansevero servia originalmente de capela fúnebre para a família Di Sangro. No entanto, em 1749, o príncipe Raimondo di Sangro decidiu contratar escultores para decorá-la, para gáudio dos apreciadores de arte que hoje a percorrem e que a consideram uma das principais atrações a visitar em Nápoles.

CATEDRAL DE NÁPOLES (DUOMO) – Datada do século IV, aquando da fundação da Basílica de Santa Restituta, a Catedral de Nápoles é uma das principais atrações que tem que visitar em Nápoles. O edifício original foi sofrendo alterações ao longo de séculos – no final do século V foi construída a Catedral de Santa Estefânia, que anexou, já no século XIII, a Basílica de Santa Restituta.

ESTAÇÃO DE METRO DE TOLEDO – Pode não ser uma das atrações mais óbvias para visitar em Nápoles, mas a estação de Metro de Toledo, na Linha 1, junto à Via Toledo (uma das principais ruas de comércio da cidade), vai definitivamente surpreendê-lo. A estação tem 50 metros de profundidade e tem como tema a água e luz. O trabalho de Robert Wilson, “Light Pannels”, que ilumina o corredor da estação, é um dos pontos altos.

Jantar – Il Pozzo Arcigola Slow Food
Via F. Magnoni, 18b
Num edifício do século XVII, situado num jardim de um antigo mosteiro, este restaurante propõeomida tradicional, com produtos locais.